Republicanos fazem o “filia 10” com presença de lideranças políticas, religiosas e do presidente estadual Lidomar Garçon  

Porto Velho, RO – Nascido Partido Republicano Brasileiro (PRB), o agora ‘Republicanos 10’ abriu, nesse sábado 24, na Câmara Municipal, a primeira edição da campanha de filiações a jovens, adultos, mulheres e idosos que comunguem de seu ideário reconhecidamente conservador e religioso.

O CORREIO anotou durante o evento de caráter partidário, além dos expoentes da agremiação, como Pastor Edésio Fernandes, Alex Silva, o deputado estadual Heyder Brasil (PSL), parte de lideranças religiosas (pastores e obreiros da Igreja Universal do Reino de Deus, IURD), lideranças comunitárias e a figura marcante de Lindomar Garçon, ex-deputado federal e presidente estadual dos Republicanos.

Em suas falas, líderes políticos com mandatos na Câmara e na Assembleia Legislativa de Rondônia e religiosos defenderam o fortalecimento da nova agremiação em todo o Estado. Porém, o vereador Edésio, a um público seleto, em plenário, e um público não muito expressivo nas galerias, fez uma rápida prestação de contas do mandato que exerce na Câmara.

Diante de um público pequeno – que não chegou a lotar as instalações da Casa -, o deputado Heyder Brasil saudou os presentes e falou da importância do apoio dos Republicanos ao governo Marcos Rocha e confessou sua admiração pela sigla desde os idos da campanha eleitoral. O parlamentar, por outro lado, lembrou-se dos embates ante a possibilidade de quase ter saído candidato pelo antigo PRB.

O evento, se analisado, criticamente, do ponto de vista positivo, serviu para mobilizar  mandatários políticos e religiosos à nova estratégia adotada com a mudança da sigla  PRB para apenas Republicanos. A mudança, na opinião do consultor Lemes Soares, 47,  ‘trata-se de uma possível incursão da Igreja Universal do Reino de Deus e suas bancadas no Congresso, de fazerem juntos vôos mais alto’.

Segundo ele, o conceito básico da agremiação política – ou apenas Republicanos – ‘seria sustentar-se no poder a partir da manutenção do pensamento conservador nos costumes aliados ao liberalismo econômico’, não deixando de seguir o filósofo norte-americano Russel Kirk (1918-1994), ovacionado, à época, por difundir em todo o mundo o livro de sua autoria, ‘A Mente Conservadora’ – nada em caráter nacional.

Puxado pela coordenação do evento, o ex-deputado Lindomar Garçon, fez um discurso considerado cirúrgico ao público que se espremia em plenário e autoridades mandatários presentes à mesa do plenário, no momento. Segundo o ex-parlamentar e atual Presidente estadual dos Republicanos, ‘o conservador pensa na politica como um meio de preservar a ordem, a justiça e a liberdade’.

– Em síntese, em sua marcha política, o conservador não é um ideólogo impiedoso, apontou Garçon ao fazer e carimbar um verdadeiro retrospecto positivo das campanhas que coordenou no antigo PRB que o levou ao sucesso notável do sucedâneo Republicanos, de agora.

Lindomar Garçon, em sua fala assistida e anotada atentamente pelos deputados Heyder Brasil (PSL) e Alex Silva (Republicanos), revelou os números positivos das nominatas consideradas por ele, ‘poderosíssimas’ e saídas da Coordenação que elevou a agremiação à maior bancada no Legislativo, a um número expressivo de vereadores e de vice-prefeitos no interior do Estado.

Enfim, o encontro deste sábado 24, materializado  como ‘Filia 10’ e realizado sob a chancela dos Republicanos, segundo o ex-deputado federal Garçon, vinha ocorrendo em todo o Brasil desde o dia 10 de agosto, objetivando assegurar uma mobilização robusta e sólida de lideranças fortes e possíveis candidatos às eleições de 2020.

– O que levará os Republicanos a terem lugar garantido em mandatos municipais, estaduais, federais e com chances de chegar aos palácios, no Distrito Federal, arrematou Lindomar Garçon.

  • da Redação/CNR | por Xico Nery

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *