Trouw Nutrition destaca o cuidado com o fígado em linha para confinamento

Quando o assunto é confinamento muito se tem falado sobre os problemas ruminais, como a acidose e timpanismo. João Benatti, gerente de produto para ruminantes da Trouw Nutrition, alerta que o fígado dos bovinos não tem sido tema de discussões, apesar da sua importância e papel primordial na metabolização dos nutrientes ingeridos.

“Quando entra no confinamento, o animal tem o fígado pequeno pesando em torno de 3,5 kg. Após 60 dias no sistema intensivo, o órgão chega a 6,4 kg, quase dobrando de tamanho. Isso acontece porque, ao ser submetido a uma dieta de confinamento, o animal consome uma dieta rica em nutrientes e os órgãos precisam se adequar a isso”, explica João Benatti.

Ao chegar ao confinamento, o animal passa por diversas situações novas, causando o estresse. Uma vez estressado, a imunossupressão torna-se um obstáculo para o pecuarista, já que esse bovino está vulnerável e pode ser acometido por doenças oportunistas.

A Trouw Nutrition conta com a tecnologia combinada das moléculas Vivalto, um complexo de vitaminas B protegidas da degradação ruminal, e Intellibond®, fonte de cobre e zinco by pass. Juntas, essas moléculas aumentam a imunidade e a eficiência do metabolismo do fígado, garantindo maior ganho em peso e maior consumo.

A partir dessa tecnologia, a Trouw Nutrition desenvolveu duas soluções para auxiliar o produtor em diferentes momentos do confinamento: BellPeso Adapt e BellPeso Vivaz. São aliados do pecuarista reduzindo acidose, auxiliando no estado fisiológico e imunitário.

“É prioridade da Trouw Nutrition oferecer produtos que efetivamente contribuem para a melhoria de desempenho dos bovinos em confinamento. BellPeso Adapt e BellPeso Vivaz são exemplos dessa preocupação da empresa com inovação e produtividade”, destaca João Benatti.

– Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *