Apenados realizam limpeza nos trilhos da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré

A limpeza inclui a retirada de mato e barro da base dos trilhos, além da poda de árvores daquele perímetro da ferrovia, cerca de 2 quilômetros. Os trabalhos são realizados de segunda a sexta, no período da manhã.

Há pouco mais de uma semana, cinco apenados do regime semiaberto do sistema prisional do Estado estão comprometidos em fazer reparos e limpeza dos trilhos da Estrada de Ferro Madeira Mamoré, no trecho que vai do Casarão dos Ingleses até da Igreja de Santo Antônio. Quem ganha é a população que terá acesso a um dos lugares mais bonitos de Porto Velho, que gosta de apreciar o Patrimônio Histórico e a natureza.

Os reeducandos estão inseridos no Projeto Fazenda Futuro, da Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), cujo maior objetivo é a reinserção de apenados na sociedade e no mercado de trabalho. De acordo com o presidente do Fundo Penitenciário (Fupen), Danilo Freire, a mão de obra carcerária é remunerada e acontece através de Convênio e Termo de Cooperação entre Fupen/Sejus, órgãos públicos e empresas privadas.

No caso da limpeza nos trilhos, o convênio foi com a Secretaria de Estado de Finanças (Sefin), onde a Gerência de Reinserção (Geres) da Sejus disponibilizou a mão de obra carcerária. Segundo Túlio Rogério de Souza Lima, gerente da Geres, a Sefin abriu 400 vagas para a contratação de mão de obra carcerária, sendo que desse total 352 já foram preenchidas.

A Secretária de Estado de Justiça, Etelvina Rocha, pretende ampliar o número de vagas de reeducandos do regime semiaberto, com o objetivo de ressocialização para o Estado de Rondônia.

– Fonte: Secom – Governo de Rondônia

Texto: Rejane Júlia

Fotos: Sejus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *