Para conhecer o ser humano

São poucas as oportunidades que temos de conhecer a Palestina por meio de suas manifestações culturais. O filme ‘Wajib’, de Annemarie Jacir, traz excelentes elementos de reflexão que nos ajudam a evitar estereótipos e a conhecer tradições e modos de pensar que podem parecer muito distantes num primeiro momento, mas que se igualam em suas características humanas.

Um professor e seu filho, que mora na Itália, surgem, desde a primeira cena, distribuindo convites de casamento. Aparecem num automóvel e cumprem a tradição local. No trajeto, esbarram não apenas com diversas formas de ver o mundo daqueles que visitam, mas, principalmente, com seus próprios preconceitos e diferenças numa jornada em que o cotidiano de manter práticas ancestrais e o épico de fazer isso numa sociedade em transformação se mesclam.

O pai não esconde seu orgulho por rever amigos, parentes e um israelense com o qual convive no trabalho. O filho não vê muito sentido em todo aquele esforço, mas aceita para colaborar com a felicidade da irmã prestes a casar. No entanto, suas roupas, seu cabelo e sua visão de mundo estão cada vez mais próximos dos padrões europeus e distantes daquela cidade de Nazaré, onde ele passou a infância e onde se desenrola a narrativa.

Pai e filho na vida real, os atores travam uma batalha de emoções, inclusive sobre um outro elo comum. A ex-esposa do pai, que mora nos EUA, está á às voltas com uma doença do novo marido e ninguém sabe se ela irá ou não ao casamento da filha. Os diálogos afiados com momento de ternura, mas também de intolerância e violência verbal, alertam para uma dificuldade de diálogo que caracteriza boa parte das relações humanas contemporâneas.

– Por Oscar D’Ambrosio*

*Oscar D’Ambrosio é jornalista pela USP, mestre em Artes Visuais pela Unesp, graduado em Letras (Português e Inglês) e doutor em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *