Expedito pede que eleitores comparem preparo e também o plano de governo

Expedito destaca que de nada vai adiantar eleger um presidente forte se no estado foi eleito um governador fraco

Ao eleitor que ainda está indeciso, o candidato ao governo Expedito Junior recomenda basicamente duas coisas: ver quem está mais preparado e comparar os dois planos de governo. Expedito explica que se preparou por quase dez anos para ser governador, conhece todos municípios, distritos, seus problemas e tem as  melhores propostas para resolve-los.

O candidato chamou também a atenção para o crescimento do adversário, levado pelas ondas do candidato a presidente Bolsonaro. “Nós temos que estadualizar a eleição. Do que adianta um presidente forte se tiver um governo estadual fraco?”, questionou, acrescentando que os agentes penitenciários, os quais foram subordinados ao seu adversário, assim como servidores municipais da educação, pasta da qual também foi secretário, não o apoiam. Nem sentem saudades.

Além disso, lembra ele, seu adversário continua ligado ao grupo do ex-governador Confúcio, que inclusive gravou mensagem em apoio a ele, numa demonstração de que querem o prolongamento do mandato do ex-governador. Uma assessora da deputada federal Marinha Raupp, a jornalista Edna Kobayashi, foi indicada para a coordenação da campanha do coronel.  “Eu, ao contrario do meu adversário, nunca estive no governo Confúcio. Eu defendo a renovação”, destacou no sábado, durante participação no programa Papo de Redação, apresentado pelos Dinos, na TV Record.

Expedito aproveitou para falar de seu plano de governo como o apoio a agricultura familiar, a começar da regularização fundiária, falou da política de industrialização como forma de gerar emprego e renda além de agregar valor a produtos básicos como o couro, a soja, o peixe e ainda minérios como o ouro que sem um controle pelo governo saem clandestinamente, deixando apenas danos.

Ele voltou a afirmar que seu secretariado terá um perfil técnico e não por indicação política. Ele voltou a chamar a atenção da população da capital para a importância de elege-lo para que Porto Velho possa ter, pela primeira vez na história, governador e prefeito do mesmo partido, o que vai resultar em benefícios para os moradores.

“Não vamos ficar de costas para Porto Velho. Vamos construir o novo pronto socorro João Paulo II e transformar o atual em um hospital de traumas, para atender as dezenas de acidentados diariamente em Porto Velho, principalmente envolvendo motocicletas, vamos construir a nova rodoviária, ajudar a prefeitura no asfaltamento de ruas e resolver de vez o problema do abastecimento de água tratada e da rede de coleta de esgoto, enfim, temos um amplo projeto para a nossa capital, que só se realizará com a nossa eleição.

TRANSPOSIÇÃO

Expedito referiu-se também ao trabalho que fez quando senador, para a transposição dos servidores. Segundo ele, a proposta que ele conseguiu aprovar, incluía servidores contratados até 1991, mas depois que saiu “fizeram uma colcha de retalhos e deu no que deu. Com nossa bancada, contando com a força do senador eleito Marcos Rogério e dos deputados reeleitos Expedito Neto e Mariana Carvalho, vamos insistir na inclusão dos servidores de 91”.

– Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *